João Victor Oliva e Pedro Tavares de Almeida voltam a garantir índice olímpico em Portugal

Nessa sexta-feira, 6/3, João Victor Oliva com F-Aron de Massa e Pedro Tavares de Almeida com Xaparro do Vouga registraram novos índices olímpicos (mínimo de 66% na média final bem como junto a um juiz 5*) no Internacional de Adestramento – CDI3* de Cascais, em Portugal. 

Tecnologia, segurança, prevenção a fraudes, sistemas, inovação, IoT, monitoração
Pedro com seu Xaparro do Vouga registrou seus dois índices no CDI3* de Cascais. Nessa sexta feira, a dupla computou 66,217% na média final e com dois juízes FEI5*: a russa Irina Maknami (68,043%) e com o sueco Magnus Ringmark (67,174%). O 1º índice o conjunto atingiu no sábado, 29/2 (66.000% de nota média geral e 66.848% com Leif Tornblad). Luíza Tavares de Almeida com Baluarte do Vouga também retornou aos Internacionais em 2020 em Cascais, mas dessa vez ainda não registrou índice fechando com 63.848%.

Agora João e Pedro, integrantes do Time Brasil medalha de bronze no Pan Lima 2019, Luiza e outros cavaleiros e amazonas na Europa, EUA e Brasil seguem em competição em busca de uma vaga olímpica para modalidade em Tóquio 2020. João e Pedro são os primeiros tecnicamente habilitados para os Jogos. Os próximos Internacionais 3* de Adestramento no Brasil acontecem na Sociedade Hípica Paulista entre 27 e 29/3 e 17 e 19/4.

Resultado completo

Fonte: Imprensa CBH

Pedro e Xaparro do Vouga em flash de arquivo na Hípica Paulista durante qualificativas olímpicas rumo a Rio 2016, foto CM
Pedro e Xaparro do Vouga em flash de arquivo na Hípica Paulista durante qualificativas olímpicas rumo a Rio 2016, foto CM