Mercado aquecido mantém investimentos em cotas e cobertura em alta

Ativo importante na comercialização da raça Crioula, as cotas de animais e coberturas de grandes garanhões se tornaram um negócio rentável nos últimos anos. Investidores das mais diversas áreas têm apostado nesta modalidade como forma de atribuir lucros. E neste momento, o mercado demonstra um reaquecimento apesar da turbulência pela pandemia causada pelo Coronavírus (Covid-19).

Banner AryBotas

Conforme o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Gonçalo Silva, o momento para a compra de cotas e coberturas é propício devido à organização do mercado para o período de vendas da primavera. “Os investidores estão aproveitando esta janela no mercado para comprar. Nos últimos dias tivemos um número expressivo de venda de coberturas e também de cotas, como a venda de quatro cotas de garanhões em vendas diretas”, afirma.

Mas, para realizar este tipo de investimento, é preciso se cercar de informações e assessoria de quem tem experiência no ramo. Silva ressalta que, ao contrário do que ocorre em muitos setores, o mercado do Cavalo Crioulo tem certa estabilidade. Lembra também que as tecnologias e regras sobre transferência de embriões vem impulsionando o mercado. “O setor novamente está começando a aquecer e nos próximos dias temos a tendência de termos um grande filão de mercado”, pontua.

Um dos modelos mais comuns de investimento é a compra de cotas de equinos, onde o investidor adquire um percentual do animal e tem direito à venda de um número de coberturas anuais. Conforme o exemplar conquista títulos, ou seus descendentes obtém resultados em provas e exposições, o cavalo é valorizado.

Foto: Cao Ferreira/Divulgação
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

 

Mais informações sobre a Trajano Silva Remates

Site: www.trajanosilva.com.br

 

Facebook: www.facebook.com/trajanosilva

Instagram: @trajano_silva_remates

Cavalo Crioulo - Crédito Cao Ferreira
Cavalo Crioulo – Crédito Cao Ferreira