O tribunal disciplinar da Federação Equestre Internacional (FEI) decidiu por suspender o cavaleiro brasileiro Leandro Aparecido da Silva por três anos após maltratar um pônei no interior de São Paulo no ano passado.

Leandro da Silva
Leandro da Silva