Cleison Souza e MSC Dom da Essencia campeão do GP da 50ª Copa São Paulo

Cleison e MSC Dom da Essencia campeão do GP da 50ª Copa São Paulo (Danilo Schreines)

Sagrou-se campeão Cleison Botelho Souza apresentando MSC Dom da Essencia, um BH de 12 anos, que está com o cavaleiro desde os dois anos de idade.

Fechando a 50ª Copa São Paulo – Concurso de Salto Nacional 3* – na Sociedade Hípica Paulista, nesse domingo, 13/6, 14 conjuntos tops de seis estados largaram no GP Troféu Roberto Luiz Joppert, a 1.50m, disputado em duas voltas. Sagrou-se campeão Cleison Botelho Souza apresentando MSC Dom da Essencia, um BH de 12 anos, que está com o cavaleiro desde os dois anos de idade.

“Estou extremamente emocionado, é um sonho participar da Copa São Paulo e é um sonho estar aqui. Já no primeiro dia na qualificativa do GP foi fantástico: o Domzinho voou”, destacou Cleison, 42, paraibano radicado em São Paulo, que também venceu a qualificativa do GP na sexta-feira, 11/6. “Compramos o Dom com dois anos de idade do Haras da Essência. Tive a honra de domá-lo, colocar a sela pela primeira vez. É um amigo para toda vida! Sem dúvida, a conquista do GP da Copa São Paulo é nossa principal até hoje. Tivemos bons resultados nas séries de cavalos novos 5, 6, 7 e 8 anos. Temos que trabalhar sempre e cada vez mais: nosso esporte é muito delicado”, destacou o campeão Cleison do 50º GP da Copa São Paulo, mais antigo concurso da Sociedade Hípica Paulista. “Agradeço a Deus, toda minha equipe, família do Haras MSC, ao Marcello Ciavaglia, meu treinador, que está sempre me ajudando, ao Milton Minello, dono do HRC onde eu treino, enfim, nossa família se uniu.”

A decisão

Os quatro melhores conjuntos – três sem faltas e um com apenas 1 ponto por excesso de tempo – voltaram para o 2º e decisivo percurso idealizado pelo course-designer internacional Gabriel Malfatti. Além do campeão, somente a brasiliense Luciana Lossio, amazona amadora de ponta, que apresentando sua Lady Louise JMen garantiu o duplo zero, em 47s21, nesse que foi segundo GP a 1.50m em sua carreira.

A 3ª colocação foi do sempre competitivo carioca Thiago Mattos apresentando Sulki do Santo Antonio que perdeu apensa um ponto por excesso na 1ª passagem e zerou o 2º em 56s90. Em 4º lugar chegou o jovem talento mineiro André Fonseca Moura, 20, que montando Ferrari M que zerou o 1º percurso e fechou o 2º com apenas uma falta, 53s84. De quebra, computadas as três principais disputas da Copa São Paulo, André que venceu a Copa Ouro pela manhã faturou o título de melhor cavaleiro do concurso. A disputa distribuiu R$ 110 mil em espécie.

Homenagens

Em 2021, no cinquentenário da Copa São Paulo, a Sociedade Hípica Paulista fez uma homenagem especial ao seu idealizador Raul de Lara Campos que ao lado do Comendador Valentim dos Santos Diniz, organizou o 1º Torneio Pão de Açúcar, atual Copa São Paulo, em 1971. O Clássico, disputado no sábado, 12, com vitória de Juliano Loureiro Carlos, levou o nome de Raul de Lara Campos, que também teve seu legado esportivo retratado em uma pequena exposição.

No GP da Copa São Paulo, por sua vez, desde 2010, a cada edição da Copa São Paulo, a Sociedade Hípica Paulista homenageia Roberto Luiz Joppert, um dos ícones da casa e bicampeão do Torneio Pão de Açúcar 1973/1974, com o Troféu Perpétuo em que que o campeão do GP tem seu nome inscrito, e leva uma réplica do troféu para casa e uma outra réplica vai para o proprietário do cavalo campeão. E mais uma vez inovando, na edição 2021, o comitê organizador da SHP premiou o melhor cavaleiro da Copa São Paulo, titulo esse que ficou com o jovem talento André Moura.


De olho em Tóquio

Na semana que vem, em 21 de junho, o técnico Philippe Guerdat e a comissão técnica da Confederação Brasileira de hipismo vão nomear a lista de atletas para os Jogos Olímpicos e a equipe precisa estar definida até 5 de julho.

No sábado, 12/6, teve vitória brasileira no Prêmio Atlanta a 1.50m no CSIO5* de La Baule, na Françaa, com Pedro Junqueira Muylaert, o Pepê, montando Premboke 3. Dos 46 conuntos, seis foram ao desempate. Pepê, nascido e criado na SHP, e Pembroke 3, garantiram o título sem faltas em 42s99.

Enquanto isso, também no sábado, 12/6, o campeão olímpico brasileiro Rodrigo Pessoa e Venice Beach venceram as duas provas de velocidade da semana no Internacional 4* Upperville Colt & Horse Show nos EUA. Dos 35 conjuntos, 21 zeraram o percurso com treze obstáculos idealizado pela course-designer internacional brasileira Marina Azevedo. Penútimo conjunto em pista, Rodrigo e Venice Beach, pôde assistir a forte concorrência e com percurso perfeito registrou a marca de 57s74, que lhe garantiu a vitória.

O Salto em Tóquio começa dia 3/8 com a 1ª qualificatória individual e no dia 4 tem a definiçÕ do pódio individual. A 1ª qualificatória por equipe acontece no dia 6 e a final no dia 7.A FEI estabeleceu um novo formato a partir das Olimpíadas de Tóquio que aumenta o número de países competindo, mas com equipes menores, três aos invés de quatro membros (e sem descarte).

________________________________________________________________________

GP Troféu 50ª Copa São Paulo

Campeão Cleison Botelho Souza / MSC Dom da Essencia – FPH – 0/0 – 0/46s39
Vice Luciana Lossio / Lady Louise JMen – FHBR – 0/0 – 0/47s21
3º Thiago Mattos / Sulki do Santo Antonio – FEERJ – 1/0 – 1/56s90
4º André Fonseca Moura / Ferrari M – FHMG – 0/4 – 4/53s84
5º Rodrigo Chaves Nunes / Diamant SH – FPH – 1/91s70
6º Rafael Rodrigues dos Santos / Caramel JMen – FHBR – 4/86s31

 

Colaboração:  Carola May